MPEG-H Audio logo

Celebrando São João no Nordeste com Áudio MPEG-H

Globo testa transmissão ao vivo de som imersivo e personalizável com Áudio MPEG-H durante São João do Nordeste.

 

São João

 

Todos os anos, em junho, o Brasil celebra o nascimento de João Batista e a chegada da estação chuvosa. Milhões de pessoas acompanham quando as populares festas de São João são transmitidas de vários locais do país. A Globo Recife, sede local do Grupo Globo no nordeste do Brasil, montou um serviço de transmissão ao vivo com Áudio MPEG-H imersivo e personalizável em paralelo à sua transmissão regular. A Globo Recife, sede local do Grupo Globo no nordeste do Brasil, montou um serviço de transmissão ao vivo com Áudio MPEG-H imersivo e personalizável em paralelo à sua transmissão regular.

Esta decisão foi tomada em preparação para as próximas transmissões de Áudio MPEG-H em conformidade com o atual sistema brasileiro de TV digital terrestre, a TV 2.5. Este sistema inclui Áudio MPEG-H como sistema de áudio adicional para aprimorar a experiência do usuário com som imersivo e personalizado. O Áudio MPEG-H também foi recentemente adotado como o único sistema de áudio para o padrão brasileiro de TV 3.0, que será implementado nos próximos anos. Uma equipe do Fraunhofer IIS acompanhou a equipe da Globo na configuração, produção e transmissão do evento, que serviram como um teste para entregar ao público uma experiência imersiva e interativa. A transmissão ao vivo foi recebida por um público selecionado por meio de aplicativos móveis personalizados da Globo para dispositivos iOS e Android. Logo após o evento, os destaques foram disponibilizados como conteúdo de vídeo on demand com Áudio MPEG-H.

Trabalho fantástico entre o time da Globo Recife e a Fraunhofer
Trabalho fantástico entre o time da Globo Recife e a Fraunhofer © (c) Globo Recife/Fraunhofer IIS

“Uma situação de transmissão tão complexa não é fácil de lidar, mesmo em circunstâncias normais. Como teste para habilitar um novo sistema de áudio e tecnologias de transmissão ao vivo de baixa latência, além de trabalhar com vários parceiros, fontes de conteúdo diversas e um cronograma acelerado, foi um verdadeiro desafio”, diz Yannik Grewe, Engenheiro Sênior de Áudio em Sistemas de Broadcast e Mídia no Fraunhofer IIS. “Mas nos sentíamos confiantes de que estávamos à altura do desafio e, de fato, foi uma produção muito bem-sucedida e uma ótima experiência para todos os envolvidos.”

Em 26 de junho, cada local do evento na região norte do Brasil transmitiu os sinais de áudio para o hub central da Globo em Recife, onde ocorreu a produção. A partir dos sinais recebidos, a equipe da Globo criou uma mixagem ao vivo de som imersivo 5.1+4H. Comentários, público e audiodescrição foram adicionados como objetos de áudio separados usando os sistemas de autoração e monitoração de MPEG-H em tempo real (AMS), da Linear Acoustics. Com isso, foram disponibilizadas opções de personalização para os usuários. Uma abordagem particularmente inovadora foi a criação em tempo real da audiodescrição: os sinais de vídeo e áudio foram transmitidos para São Paulo, onde a audiodescrição foi criada ao vivo pelo Showcase e enviada de volta ao Recife para ser integrada à transmissão ao vivo.

A equipe da Globo criou a experiência de Áudio MPEG-H de forma simultânea, incluindo quatro predefinições que o público poderia escolher: uma predefinição padrão, uma versão com diálogo destacado, audiodescrição e apenas o som ambiente, ao vivo. Por fim, o vídeo e a cena de áudio MPEG-H foram codificados com o Titan Live Encoder, da ATEME. O codificador pode exportar dois formatos de saída simultaneamente: um sinal de transmissão clássico usando um fluxo de transporte MPEG-2 foi transmitido localmente para uma sala de experiência imersiva de áudio MPEG-H; um serviço de transmissão ao vivo usando o Common Media Application Format (CMAF) para HLS e DASH disponibilizou o conteúdo para transmissão ao público selecionado usando Amazon Web Services (AWS). Com suporte para renderização binaural, os aplicativos móveis personalizados da Globo forneceram uma maneira conveniente de desfrutar de som imersivo em dispositivos móveis padrão usando fones de ouvido estéreo comuns.

“Na Globo, enfrentamos desafios todos os dias e queríamos ter certeza de que a nova tecnologia está à altura de tudo o que pode acontecer em nosso programa. Sabemos que é um grande salto de um ambiente de laboratório para um cenário muito desafiador da vida real e estamos impressionados com o potencial do Áudio MPEG-H para aprimorar a experiência de áudio”, diz Luiz Augusto, Head de Tecnologia da Globo Recife . “Este teste provou que o som imersivo e interativo pode ser implementado em nossos fluxos de trabalho, criando uma experiência sonora fantástica. Estamos ansiosos para mais produções e transmissões com Áudio MPEG-H no futuro.”

 

Imagem: (c) Mauricio Alves – stock.adobe.com

Contact

If you have any questions, suggestions, or if you need further information, please do not hesitate to contact us. For more information, please contact
audio-info@iis.fraunhofer.de
 or visit our website 
www.iis.fraunhofer.de/audio.